Buscar
  • Christina Brazil

Diálogo entre dois Mundos – Visitando outro Mundo (segunda parte)

Atualizado: Abr 13


...

– Seja bem vindo ao meu mundo. Quer se sentar?

– Sim... Aqui é estranho...

– Como assim, estranho? Como você descreveria onde está?

– Tudo está um pouco enevoado, meio fora de foco, sem muitos detalhes. Mas curiosamente as coisas são do mesmo tamanho. Eu não consigo precisar as distâncias das coisas, mas sei que elas estão lá.

– Só isso? Como se sente?

– Estou me sentindo em um filme de conto de fadas, como se fosse uma criança que estivesse em um mundo paralelo... eu olho para as coisas, não sei exatamente o que são. Vejo cores, por vezes confusas que se misturam e formam objetos estranhos, sem muita definição ou detalhe.

– Vamos andar um pouco?

– Acho melhor não.

– Você está inseguro?

– Sim. Sinto um frio na barriga, só de pensar... Como você consegue viver sem saber o que são essas cores todas, essas formas e ainda com essa névoa que paira a sua volta?

– Quem disse que eu não sei o que são as coisas? Quando você viu ou comeu uma banana pela primeira vez, você sabia que era uma banana?

– Não, minha mãe disse que era uma fruta, que era gostosa e que fazia bem.

– A minha mãe disse a mesma coisa para mim. Só que a minha banana, visualmente falando, tem muito menos detalhe que a sua, mas o sabor é o mesmo. Na sua frente tem uma mesa. O que você vê?

– Nem reparei que tinha uma mesa lá. Olhando daqui é apenas uma mistureba de cores.

– Aquela mistureba de cores é nosso lanche, vamos lá?

– O que temos para o lanche?

– Tire suas conclusões...

– Nossa!!! Não sei... acho que aquilo é pão francês...

– Pegue as coisas... cheire... sinta as consistências... experimente...

– Manteiga!!! Salaminho!!! Queijos... adoro... Suco!!! Esse cheiro não conheço!? Deixe ver... uhm... Carambola, nunca tinha bebido suco de carambola!!! ... Que doce é esse? Isso é um doce, certo? Vou provar... doce de leite, parece com doce de leite, mas está meio talhado!?

– É ambrosia.

– Gostei... que diferente!!!

...

– Vamos para a varanda um pouco?

– Sim, Claro... Como será o entardecer no seu Mundo?

– Como no seu, eu garanto.

...

– E aí, está apreciando?

– Estou triste? Angustiado...

– Por que angustiado?

– As cores, parecem borrões... sinto falta do que vejo... as ondas do mar, o reflexo dourado do sol nas copas das arvores e os desenhos que as sombras criam no chão... eu sei que está tudo lá, mas me angustia não ver. Sinto como se estendesse minha mão e tentasse agarrar uma nuvem. Angustiante, um vazio, uma solidão...

– Nossa!!! Meu Mundo não é isso não... Feche seus olhos e apenas me escute, observe o que vou te descrever, somente depois reabra os olhos.

...

– Estou aqui com meu melhor amigo, ele se prontificou a conhecer meu Mundo, conversamos muito, brincamos muito... E para fechar com chave de ouro, estamos sentados admirando um belíssimo pôr-do-sol. Uma luz dourada se reflete no mar e inunda nossas almas com seu brilho, posso sentir seu calor e força. Uma leve brisa ecoa e nos traz o cheirinho do mar. Ouço os pássaros voltando para seus ninhos, fazendo algazarra no céu. De mãos dadas uma Paz inigualável une duas almas...

– Quero um abraço...

– Claro...

...

Notas:

* O texto original foi publicado em 09/07/2014 no Tumblr (http://inclusaocec.tumblr.com/)

** Imagem by Christina Brazil (fev/2017)



29 visualizações

© 2023 by The Mountain Man. Proudly created with Wix.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon