Buscar
  • Christina Brazil

Portfólio Escrita de Si

Atualizado: há um dia

É com muita felicidade publico o texto de hoje sobre minha participação no "Portfólio Escrita de Si", mas antes, preciso contar uma história que começa com o convite que recebi no início deste ano para participar do LaIFE - Laboratório de Inclusão, Formação Cultural e Educação da Universidade Federal Fluminense - FEUFF, o convite foi aceito e, de forma tímida, ingressei na pesquisa.


Em março fui surpreendida pela quarentena imposta pela pandemia da COVID-19 e, com isso, o isolamento, o confinamento e a reestruturação da vida. Pouco tempo depois, me despedi da TV Escola, que foi, sem dúvida, uma grande perda, não só em termos financeiros, mas, principalmente, no que se refere ao psicológico devido ao caminho percorrido e por ter tanta coisa boa para contar, isso sem falar nos inúmeros desafios, nunca recusados, muito pelo contrário, com sorriso e muita piada inteligente tocávamos o serviço. E, é lógico, que eu não poderia deixar de mencionar que a inclusão não é utopia, mas sim um processo de construção, digo isso por ter vivido essa experiência lá.


Você que costuma ler meus textos e/ou que me conhece, sabe que vivo de forma significativa, para além de uma vida autômata, ou seja, busco estar presente no momento em que algo acontece, atribuindo um significado a cada instante vivido.


Foi sabendo disso que minha amiga e coordenadora do LaIFE, Erika Leme, propôs que eu vivesse, como pesquisadora voluntária, de forma mais ativa e presente a rotina do Projeto de Extensão, Formação Cultural e Educação Inclusiva: ampliando horizontes e diminuindo barreiras (PROEX-UFF), que em parceria com o Centro de Artes da UFF, desenvolve Mediações Culturais Inclusivas.


Dentre os desafios da nova empreitada, surgiu o "Portfólio Escrita de Si", que é uma mediação cultural inclusiva, mas que, por causa da reconfiguração trazida pela quarentena, é totalmente virtual. Com isso mergulhei em outras camadas de sentido da inclusão, da acessibilidade, da tecnologia e das nuances trazidas pelas contradições sociais que fomentam a desigualdade, o preconceito e a exclusão.


Por estar disponível, disposta e alerta, vivo uma fase interessante, por um lado o isolamento, que intensificou o meu contato comigo mesma e, por outro, a intensa produção acadêmica repleta de desafios, trocas e aprendizado.


Por esse e outros motivos é que não canso de citar Jallaludin Rumi (apud NACHMANOVITCH, 1993, p. 79), quanto ele afirma que “novos órgãos da percepção passam a existir em consequência da necessidade. Portanto, ó homem, aumenta tuas necessidades e poderás expandir tua percepção”.


Proteção

A oportunidade de contribuir com a construção do "Portfólio Escritas de Si" é sensacional, mas o incrível é ter um desenho meu ao lado de tantos artistas renomados. O título do desenho escolhido é "Proteção" e como provocação o Portfólio traz uma citação de Mia Couto (2003, p.52): “O importante não é a casa onde moramos, mas onde, em nós, a casa mora.”


Dentre os talentosos artistas, tenho a felicidade de ter ao meu lado dois grandes amigos e suas obras: a amiga Cíntia Nascimento com o poema “Mundos da Lua” e o amigo Jefferson Maia com o quadro "Mensagem de paz".


Agora sugiro que você dê uma passadinha no Portfólio e, caso se sinta motivado(a), participe enviando sua "Escrita de Si".


Conheça o Portfólio e veja como participar:

https://laifeuff.wixsite.com/laife/portfolio-escrita-de-si


Sou grata por essa oportunidade e por você ter doado um pouco do seu tempo para ler estas palavras.


Seja Feliz e que teus sonhos sejam tua Realidade.


Até a próxima!!!



Referências:

COUTO, Mia. Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.


NACHMANOVITCH, Stephen. Ser Criativo – o poder da improvisação na vida e na arte. São Paulo: Summus, 1993.

© 2023 by The Mountain Man. Proudly created with Wix.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon